domingo, junho 18, 2006

Episode 5.04 [ The Wizard Of Oz ]

Episode 5.04 [ The Wizard Of Oz ]

Depois de tantas conversas, de tantos acontecimentos... depois de tantos filmes, tantas ilusões, tantas estrelhas observadas durante a noite pela minha janela... depois de tantas pessoas... eu acho que eu estou realmente crescendo.
Crescendo e aprendendo todos os dias, com novas surpresas. Sim, alguns sentimentos são repetidos, mas a maneira como eu os encaro é diferente. Em outras épocas, eu me desesperaria com o fato de estar sozinho por tanto tempo e me apegaria à primeira garota com disposição pra ouvir o que eu tenho pra dizer só pelo prazer de ser rejeitado por ela tempos depois. Hoje eu estou finalmente conseguindo distinguir melhor (melhor do que antes, ao menos) o que realmente pode me fazer bem. E no momento, não posso, não quero e não devo me desesperar com o fato de não ter alguém com quem dividir os sonhos. Sabe por que? porque eu tenho. Eu tenho amigos que substituem 100 garotas.
Conheço muitas pessoas boas, mas não sei se alguma delas merece o desgaste que é amar alguém por minha parte. Sim, eu queria, e como eu queria, não saber o que falar perto daquela pessoa especial para parecer inteligente, eu queria não ter fala e sonhar todos os dias com a mesma pessoa, eu queria ouvir músicas, ver filmes e lembrar dela, queria ser correspondido, andar na chuva abraçado...
Eu cheguei a acreditar que isso não existia, que eu era infantil demais, vendo filmes e séries demais. Mas olhando em volta eu vejo que isso existe sim. Amor perfeito existe. Simplesmente e infortunadamente, não é a minha hora.
Será que vou saber esperar?
Eu ainda acredito na mágica do amor. O amor é uma coisa boa e só existe de fato quando é correspondido. Amor não correspondido é ilusão, talvez obsessão. No momento, eu posso dizer sem sombra de dúvidas que eu não estou amorosamente interessado em ninguém, e sem morrer com o peso dessas palavras.
Eu quero sim, e não vou evitar se o momento chegar amanhã ou depois. Eu quero desfrutar da magia de atravessar o arco-íris, vestir o sapato de rubi e encontrar o Mágico de Oz junto com alguém. Mas acho que no momento, eu já faço isso com meus amigos. E, por hora, é o bastante.

Sim, eu amo vocês pessoas que estiveram presente ultimamente na minha vida com mais freqüência: Du, Lipe e Naty Ávilla. E vocês que não estiveram também.

Soundtrack: Over the rainbow, by Judy Garland

4 comentários:

Filipe disse...

Amor perfeito??? Existe sim. Não é a perfeição que todos acham, aquela que não da nada errado, não tem problemas, mas a pefeição são todos aqueles erros que fazem você crescer e, claro, o AMOR crescer. Essa é a idéia de amor perfeito... nada de um paraíso onde tudo da sempre certo. Isso não teria graça. Na verdade, o paraíso está aqui, a diferença é que alguns enxergam, outros não.

Du disse...

Vc ñ é infantil, tem mais cabeça q mta gente que eu conheço. E que bom que está tranquilo, melhor ainda, separando o que é bom e o que ñ é pra vc. Isso é crucial. O amor realmente ñ é previsível mas isso ñ o torna menos perfeito. A gente acaba descobrindo que o Magico de Oz existe mesmo!

diiogo disse...

Ah, que legal que você esté bem... Fico muito feliz, nós, solteiros e bem resolvidos, somos o futuro da nação! Hehehe... Que saudade de conversar com você, de saber como anda a sua vida! Quero saber o que houve, por que se machucou, tudo!
Mas o importante agora é que tudo parece mais tranquilo por aí... Aqui tá assim tambem, mais calmo, porém to sempre fazendo alguma coisa! Mande noticias!
Te adoro muito!!
Tchau!

henrique disse...

opa.....
qnto tempo eu num venho aqui memso.... vc nao me disse q ainda atualizava... o.o
vou passar a visitar mais frequentemente a partir de agora...
e vc nem disse oq foi q deu com a moça la!!