quarta-feira, novembro 21, 2007

6.14 - Breakfast at Tiffany's

[ Breakfast at Tiffany’s ]

Só me faltava essa: tenho insônia. Como se não bastassem os mil trabalhos que eu tenho pra fazer e nem sei por onde começar, se não bastasse o vestibular daqui duas semanas no qual eu vou trabalhar pela TV, na cobertura ao vivo, se não bastasse tudo mais, agora eu não consigo dormir.
Se pelo menos eu usasse essas horas pra algo útil, tipo terminar de ler o texto de Psicologia Social ou começar a fazer o trabalho de Narrativa Jornalística… Mas não. São umas três horas por dia que eu perco desde quando vou pra cama até quando começo a dormir. Posso estar com todo o sono do mundo, nada me faz dormir. E o pior, esse sono perdido aparece quando não pode, no meio do meu horário de trabalho, ou no meio daquela aula importantíssima de Teorias da Imagem quando o professor passar um filme incompreensível que vai cair na prova.

Que vida é essa, hem? Cada vez reconheço menos o meu dia-a-dia. Tem semanas que não vejo os meus melhores amigos. Ver eu vi, mas… To com tanto medo de perder eles pra sempre. Juro, medo mesmo. Será que eu vou ser o próximo a sair do grupo? O próximo pra quem eles não vão ligar mais?

Essa noite eu já tentei ler, tentei escrever um roteiro, até assisti de novo o primeiro capítulo de Confissões de Adolescentes na esperança de o sono vir. E nada. Aí toca aquela música velha no rádio. Aquela linda.

Desisto de dormir. Daqui a 8 horas eu tenho que estar lá na faculdade, tenho trabalho pra fazer. À tarde, gravação do programa. À noite, prova de Inglês. Se eu morasse em Nova York, agora, nesse segundo, seria o momento de pegar um táxi, comprar um café, um croissant e comer em frente à vitrine da Tiffany & Co. Mas como eu moro em Belo Horizonte…

Deu saudade de novo. Sempre fico assim de noite, ouvindo música.

Rua Ramalhete
Sem querer fui me lembrar
de uma rua e seus ramalhetes,
do amor anotado em bilhetes,
daquelas tardes
No muro do Sacré-Coeur,
de uniforme, olhar de rapina
nossos bailes no clube da esquina
Quanta saudade!
- Muito prazer, vamos dançar?
E eu vou falar no seu ouvido
Coisas que vão fazer
você tremer dentro do vestido
Vamos deixar tudo rodar
E o som dos Beatles na vitrola
Será que algum dia eles vêm aqui
cantar as canções que a gente quer ouvir?

Dica de Locadora: Breakfast at Tiffany’s (Bonequinha de Luxo) – Se você não viu esse filme ou não sabe quem é Audrey Hepburn, sua vida tem sido em vão. Holly Golightly é uma das personagens mais marcantes que eu já vi em um filme, Audrey é Deus. Ela é uma pseudo-socialite com um gato sem nome que tenta arrumar um marido rico – entre eles, um brasileiro, ahaha – e acaba se envolvendo com o escritor do andar de cima.
Citação:Na minha cabeça tem um zilhão de coisas. As pessoas não podem ver a minha cabeça. Como vão saber que ela tem um zilhão de coisas?”, George, personagem de Josh Peck em Mean Creek.
Trilha Sonora: Rua Ramalhete, versão do Roupa Nova

9 comentários:

Anônimo disse...

acho que sei como NINGUÉM o que é PRECISAR DORMIR, TER SONO E NÃO CONSEGUIR!!!!!!!!! E no outro dia, às 8h, ninguém quer saber como foi sua noite, todos perguntam com aquela cara assustada: MAS CÊ TÁ DORMINDO ATTTÉ AGORA????
Dá vontade de dar um tiro em quem pelo menos PENSA em dizer isso e voltar pra cama. É, fio. Inda bem que cê num tem Leo pra pular em vc de madrugada pedindo leite. rs

Anônimo disse...

Ó, num sô anônima não, Jeanine, falou, brow?

Anônimo disse...

Poxa, eu nunca mais consegui comentar aqui? Qual é o problema? Só porque estou uns bites acima do peso? Bom, insônia foi o que fez o sblogonoff viver por duas primaveras. E insônia não serve para nada mais útil não. Só pra não dormir e fazer tudo o que você não faria quando tem que fazer alguma coisa. Ah, assista o filme O Operário!!

Anônimo disse...

Descobri que como anônima dá pra comentar... Mas eu não sou anônima também. Sou sua outra irmã, que cada vez mais se torna sua fã. Otávio, já li alguns livros na vida. Principalmente agora, tenho lido bastante, mas você, atualmente, para mim é o melhor. Cara...

Anônimo disse...

Aquele troço todo sobre a chuva... Menino, há genialidade naquele texto. Otávio, você precisa publicar um livro. Você não pode morrer sem se eternizar numa publicação.

Du disse...

Cara eu ñ tenho insônia, mas são 2:00 da manhã e eu to aqui. Depois de ficar rolando na cama resolvi levantar. =/ É tamo precisando encontrar mesmo. Sabe otávio, eu tenho me sentido sozinho no que diz respeito a amizades. Tem o pessoal que eu gosto demais, mas ultimamente meus amigos de conversa têm sido seya, hioga, shiryu e shun! (rsrsrss putz isso ñ tem graça)Pena que vc ñ vai poder vir neste fds. To dizendo isso pq gostaria que soubesse que vc é importante e que vc faz falta. =/

Michereff disse...

Hey!!!
Os sumidos!
OUAHouhaoUHAO!
Dificilmente nos encontramos no MSN, e quando nos encontramos, falta assunto! Vê se pode isso!
:P

Bom, também estou sofrendo de insônia. Meu novo emprego é ótimo, estou amando (até por ser uma coisa que fiz durante anos), mas sei lá o porquê dessa falta de sono. Apesar de meu dia ser bem cansativo, chego em casa e tenho vontade de fazer qualquer coisa, menos de dormir. Descobri que há tanta energia em mim que muitas vezes entro em curto, mas nas horas erradas também, como quando estou atendendo um registro importantíssimo empresarial ou alguma ocorrência de fraude. Enfim...

Fora isso, está tudo indo tão bem que é difícil imaginar como eu estava há alguns meses atrás: desempregado, morando num lugar chato e sem amigos. Até um espacinho pra alguém especial eu já reservei (só que é aquele tipo de reserva de pizzaria de beira de estrada; se aparecer cliente melhor, a reserva já era!).
OUAHOuhaouHOAUHouahOUHAO!!!

Saudades, mas muitas saudades mesmo de conversar com você!

Abraços!

Henrique disse...

eh......
faz um tempo mesmo, haha
to desatualizado pra caramba, né?!
mas tenho um pouco de preguiça de ler tudo de novo... não lembro ao certo de onde parei... mas é legal ver que continua vivo escrevendo!!
vou fazer força pra ler de vez em quando... não que eu possa conselhar mais alguém a alguma coisa... mas eu falo um "alô" de vez em quando, blz?
hehehe,
abraços cara..
te cuida

Anônimo disse...

Ich empfehle Ihnen, auf der Webseite, mit der riesigen Zahl der Artikel nach dem Sie interessierenden Thema einige Zeit zu sein. Ich kann die Verbannung suchen. cialis bestellen viagra kaufen [url=http//t7-isis.org]cialis billig bestellen[/url]