terça-feira, fevereiro 26, 2008

and the oscar doesn't go to...

Todas aquelas pessoas que só sabem reclamar que Hollywood é uma porcaria, que o Oscar é uma ode à mentira, que já não se faz mais bons filmes como antigamente, que Meryl Streep é deus e que Ellen Page não é ninguém. Só um aviso: Meryl Streep NEM SEMPRE foi Deus, ora bolas. Viram "Julia"?? Ela faz uma ponta das pontas, aparece 20 segundos em cena e sua performance nem é tão memorável. Só to tentando dizer: DÊEM UMA CHANCE AO CINEMA CONTEMPORÂNEO!

Eu também acho que Al Pacinos e De Niros de antigamente são melhores que Cruises e Afflecks de hoje. MAS EXISTEM Phillip Seymour Hoffmans e Forest Whitakers por aí. Nem tudo está perdido. Então, pare de reclamar. Ou então vá lá, pegue uma câmera, tenha uma idéia e FAÇA MELHOR.

Se o Oscar é um circo de horrores, NÃO ASSISTA. E depois, NÃO RECLAME.


Uma ex-stripper e ex-operadora de tele-sexo ganhou um prêmio de melhor roteiro. Quem vai me dizer que eu não posso também ganhar um Oscar?

6 comentários:

Edwirges disse...

Rsrs! Isso não foi para mim, né?! Porque eu realmente não acho isso. Fiquei acordada sem poder e gostei do que vi. Pareceu a mais diferente de todas as premiações. Adorei que a Tilda recebeu o prêmio. Lembrei daquela noite sem propósito que passou aquele filme imenso Orlando, a Mulher (?!) imortal. E sempre admirei o Daniel Day-Lewis. Gostei dele levar. E o Javier Bardem?!! Foi uma invasão aos EUA!! A Marion Cotillard eu não conheço, mas diz o Wilker que foi bem merecido e eu não duvido. Não vi Juno, mas acredito quando você diz que é bom. Adorei aquela musiquinha de Once (que eu nunca tinha ouvido falar) "Se apaixonando aos poucos". Pra ser sincera, nunca gosto das canções do Oscar, gostei dessa.
Já a cobertura da Globo é que eu não acho muito legal. A mulher errava muito, depois consertava, aquele comediante eu achei sem graça (de L.A), a dona lá chamou a Jenifer Gardner de Hilary Swank e nem voltou pra consertar...

Edwirges disse...

O post foi mais pra falar do contraste das coisa acontecendo sabe?!
Na sexta eu vi um cara esfaqueando o outro e isso repercutiu em mim de uma forma estranha. Cara, foi no meio da rua.
E essa sensação de apocalipse meio que se chocou com todo o glamour da festa do Oscar.
Mas a humanidade caminha, não é?!
Quanto ao Fantástico, vou passar a analisá-lo com os seus olhos. Eu não sei ver como arte, mas se você me mostrar as piceladas, eu consigo!

Bom, até o próximo post!

Raquel German disse...

Eu gosto muito do Oscar, não me decepcionou em aspecto nenhum...
e parece que acabei de saber que Diablo Cody é ex-stripper

ah, você viu? me animei a editar lá depois de ver seu perfil todo organizadinho ^^ e passe mais sim, vou ficar agradecida (:

Ruleandson do Carmo disse...

Eu queria ganhar o Oscar quando pequeno, hoje sonho em ganhar um amor... hummm é mais fácil o Oscar. O filme tem que estrear quando pra eu concorrer ao de 2009????

Raquel German disse...

ééé, eu tenho uma tarântula, o nome dela é Sofia...
e sim, pus o nome da minha filha nela

achei ela no meu quintal... mas só posso ficar com ela até o meio do ano =/

Du disse...

Ei! Saudades dos desatinos das madrugadas tb. (Parece nome de programa que passa no respectivo horário: "E está no ar, mais um DESTATINOS DA MADRUGADA! No programa de hoje...") É engraçado vc falar em 'desatino da madrugada' pq hje, hje mesmo, eu pensei num post e o título seria "Vespertino Desatino". Acho que a vida toda é um desatino. E nós somos desatinados por vivê-la. Sabe o que pensei dia desses? De fazer uma noite do youtube com videozinhos legais, e com direito a remake dos melhores, se tiver um copo de coca e 2 dedos d'cuba fica bom também. Mas a vida é assim e sabe-se lá quando isso irá acontecer. Parece que no próximo finde a gente vai na casa da Josi. Sabe qual? Aquela que mora na Savassi! Pois é. Ainda não conheço casa da moça. Tem gente muito animado com a nossa visita. Eu... bom eu tô ficando. Juro. Sou assim mesmo vc me conhece. Mas se rolar mesmo, vc tb sabe que aproveito o momento para exorcizar a insegurança. Vc viu na formatura como dançamos! Affff ali eu exorcizei mta coisa. A dança era como um ritual e eu estava em transe pela oportunidade de poder estar em um show com meus amigos. Lembro que quando tocou sambas, eu sambava e as pedrinhas entravam no meu pé, e quanto mais machucava, mais eu sambava. Parece uma coisa meio auto-destrutiva mas não era. Era como se eu me libertasse. Não me pede pra explicar. Ali era pura felicidade. (eu acho). Lembra do 'vespertino destino'? Não vou postar. Acho que acabei (super)aproveitando o espaço do comentário para falar. Ah e o Oscar! Eu ñ vi, tentei acompanhar pelo jornal, mas ñ deu tão certo. A cabeça tá meio lotada. Misturada com poucas horas de sono ñ dá um resultado mto bom. Espero te ver neste weekend. BJS
PS: Vc viu a vida feliz que ta passando?!!!!
O Privilégio de Amar!
Uhuuuuuuuuuuuuuu!