sábado, dezembro 13, 2008

7.10 - Dom

[ Dom ]



A minha menina é assim, bem assim.
De Capitu não tem os olhos, sobra-lhe o mar.
Se essa assim é minha sina, que me assina a sentença
minha - ser, estar, permanecer - menina
Finge que é uma outra qualquer, faz ares, imitação

Por que é que você some e volta contando historias?
me consome no que diz, verbo e pronome
Por que é que você não fica de uma vez por todas na minha vida?
mas precisa, bem assim, sair e voltar
pra me fazer pensar o que seria de mim se fosse pra sempre

Tinha que ser assim, bem assim, diferente
assassina meus devaneios com pés bem no chão
me irrita e me encanta, por não saber me entender
e me faz ver que eu é que nada de mim sei
O que é que você quer?
quando joga,
quando afoga,
quando nega,
quando interroga

por que ela tem o nome
e tenta. e consegue. e sabe o que fazer.
ela, assim, sim, descobre o ponto fraco
responde com interrogações e fecha os olhos
não lhe vêm as lágrimas, bem assim
diz, simula. e provoca. e causa.

e a vida pra ela é assim, bem simples
sintomas de verão, quase que roupas
e cabelos, olhos, belos
bocas, perfumes e frases pela estrada
mais reticências do que vírgulas
espaços abertos, letra acinzentada

A minha menina é assim, bem assim.
o meu defeito, é querer e ainda mais
quando o tempo, a janela e o quilômetro falam
o defeito dela, que me tira a paz
é que minha, desse jeito assim, me embalam
não de nada, apenas de si, nunca de mim

Dica de Locadora: Dom - o filme brasileiro traz Maria Fernanda Cândido vivendo "Capitu" antes da microssérie global. Premiada, interpretou o pivô de um triângulo amoroso inspirado em Dom Casmurro, passado na atualidade, entremeado entre coincidências. Seu Bento era o Dom. Mas o dom sempre foi dela.

2 comentários:

Xanda disse...

Sensá...poesia intermitente.
Machado era quase só isso um achado. Em palavras bem colocadas e uma gramática correta soava os desejos recônditos da poesia.

Amèlie disse...

onfs!!! isso tudo veio da sua cabecinha estrelada??? Oonfs!!